Resistência cristã: manifesto em prol do #EleNão

Gabriel Ladeira *

Nasci em um lar cristão e sempre estive ativo na rotina das igrejas que passei, sejam elas tradicionais, pentecostais ou neopentecostais. Formado em EBD e cadetes a jato, participante e organizador de congressos e escolas, passei por todos os caminhos possíveis que um jovem cristão como eu poderia ter passado. A minha vida é um completo milagre de Deus, então a darei em favor dele para sempre.

Por volta dos meus sete anos, tive o meu primeiro contato com a extrema pobreza. Meu melhor amigo no auge da minha infância era – e continua sendo – muito pobre. Negro, Ricardo, à época, tinha cabelos crespos e alguns dos seus dentes estavam corroídos pelas cáries. A rua onde morava, o que para muitos é um beco – termo que recuso até os dias de hoje – funcionava como uma espécie de mini comunidade, onde todos se ajudavam.

Ali, existiam três casas que se destacavam entre todas as outras – a minha era uma delas. Nessa época, nas datas comemorativas, principalmente aquelas em que se deveria presentear alguém, fazíamos arrecadações voluntárias para presentearmos o Ricardo. Por sermos os únicos cristãos da rua, minha mãe e eu começamos a nos mover ali. Por anos ela cuidou de um projeto que dava lanche e fazia cultos infantis para cerca de 30 crianças nas tardes de sábado no nosso quintal. Os anos se passaram e na minha pré-adolescência vi muita coisa acontecer.

Em 2012 passei a morar no centro da cidade e o contraste é enorme. Muita coisa mudou, inclusive o meu círculo social. Porém, nunca me esqueci das coisas que vi. De lá pra cá passei tempos com índios, cuidei de mendigos, tirei bêbados das ruas e até armas das mãos de postulantes a assassinos. Não me arrependo de nada. Nunca me esquecerei de todas essas experiências.

Contudo, essas coisas não se comparam com o que vivi diretamente com Deus.

Em muitas ocasiões ouvi dizer que as nossas experiências com o Espírito Santo são fraudes da nossa cabeça. Então vos afirmo se por acaso eles tiverem a mínima possibilidade de estarem certos, mesmo assim amaria essas “fraudes”. Nessa curta jornada, construí convicções tijolo por tijolo, cada qual em seu devido processo, devagar e cautelosamente. Entre elas está a primordial, a essência, o verdadeiro motivo de todas as outras convicções, o amor.

"De tudo que eu fizer de fé ou de esperança, se não estiver no amor não irá permanecer. Embora seja grande, não é obra eterna. Este é o som que rompe os céus pra sempre." Marcos Almeida.

Aprendi com o tempo que as pessoas amam se sentir incluídas socialmente. Aprendi que abraçar é melhor que falar que dar é melhor que receber e que contribuir é melhor que retribuir. Aprendi que o ódio não é e nunca vai ser a moeda pela qual nós vamos conquistar o reino de Deus – pelo contrário o ódio repele o amor. Amor espera e tudo suporta. Eu amo a Deus, amando pessoas.

Como posso dizer que amo o Deus que não vejo e não amo o meu irmão, a quem vejo?

"No amor não há medo; ao contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor." I João 4:18.  

Diante da minha história e em meio a questões estarrecedoras e tudo o que tem acontecido na nossa nação, me junto a outros cristãos (listados abaixo) na recusa a compactuar com o apoio que a igreja e nossos pastores têm dado a Jair Bolsonaro. É inacreditável ver a igreja passando pano para discurso segregacionista, armamentista e preconceituoso, motivado pelo ódio subliminar das palavras deste candidato.

Não há militância partidária nessa posição, há militância em prol do amor, da tolerância e da liberdade de expressão. Lutamos também contra a polarização partidária que racha o país em dois grandes lados, forçando-nos a tomarmos decisões baseadas no fato de quem odiamos menos.

Entendemos, como cristãos e cidadãos, que Jair Bolsonaro não é a saída para tirar o Brasil da crise e, tampouco, é Fernando Haddad, candidato apoiado pelo ex-presidente Lula. A nossa guerra é para reconciliarmos o país, pois fomos chamados para sermos pacificadores. Sendo assim, anunciamos para todos aqueles que têm sido ofendidos com palavras de ódio: nunca admitiremos o pecado, mas nunca nos permitiremos virar as costas para qualquer pessoa que se sinta injustiçada.

Continuaremos cuidando dos órfãos e das viúvas na certeza de que sempre seremos amados por Jesus. Comprometemo-nos a colocarmos o amor acima de todas as nossas opiniões, nunca disseminando o ódio e repudiando veementemente quem pratica o contrário dessas palavras.

A todos aqueles que estão assustados com a igreja, àqueles que estão frustrados e desesperançosos com a política brasileira, ao  meu amigo Ricardo, a todos os meus amigos e amigas gays que lutam ou lutaram para se encaixar no padrão de santidade, para todos aqueles que sempre sonharam com segundas chances, a todas as mulheres que lutam por igualdade salarial, a todos os que querem ter liberdade para escolher sem serem taxados de traidores, para todos aqueles que não se sentem dignos de serem amigos de Deus, nós lhes damos voz de esperança. A resistência cristã diz: ELES NÃO!

* Gabriel Ladeira tem 22 anos e é natural de Imperatriz (MA). Estuda Administração de empresas e de Comércio Exterior. Participante assíduo da Igreja Evangélica Imperatrizense, tem vasta experiência em mobilização social.

Somam-se a este manifesto os cristãos listados abaixo:

Aldo Júnior

Alécio Brendon Lameira Brasil

Amanda K. S. Batista

Andrey do Nascimento Reis

Caio Max Miranda Silva

Daniel Cabral F. de Carvalho

Daniel Willian Marinho dos Santos

Dayane Faria de Souza

  1. Brendha Costa Silva

Elaine Freitas Fernandes

Elzélia Vieira

Emyli Caroline L. Santos

Fernanda Miranda Fernandes

Fernando Ferreira da Silva

Gabriel Ladeira

Gleziane de Oliveira Januário

Guilherme Miranda Silva

Isabela Tauana de Sousa Araújo

Isadora Amaral Silva

Jackeline de Oliveira castro

Jeiel Borges

Jhonanta Fernades

Joyce Leite Santos

Juliana Rios

Kariny Sousa da Silva

Kelly Thainá Melo

Lorena Alves de Carvalho Lima

Lorena Tavares

Luana Sousa

Ludmila Karla Nascimento Palheta

Marilia do Carmo Pacheco

Mônica Oliveira Silva Barbosa

Monique Santana

Myllena de Oliveira Silva Sousa

Nayane Alves

Pedro Arthur Rodrigues de Oliveira

Raquel Miranda Silva

Thaís Oliveira

Thayran Melo

Vinicius Sousa

Yananda Reis

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!