Se Cristina Kirchner voltar, Argentina virará uma Venezuela, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (2), durante uma live no Facebook, torcer para que a ex-presidente da Argentina, Cristina Kirchner não volte a ocupar o cargo, hoje nas mãos de Mauricio Macri. O primeiro turno das eleições argentinas está marcado para outubro e o país passa por uma crise econômica, com desvalorização acelerada da moeda e inflação alta.
Veja a partir de 9'50":

"Se o Marci não está indo bem, paciência, vai lutar para melhorar, ou por alguém da linha dele. Agora, o que não pode é voltar Cirstina Kirchner lá porque, no meu entender, os reflexos serão para o povo argentino e para todos nós", disse Bolsonaro, durante um evento evangélico em Camboriú (SC).

"Poderemos sim, com a volta da Cristina Kirchner – possível volta, peço a Deus que não aconteça –, a nossa querida Argentina se transformar em uma Venezuela, e não queremos isso", completou.

No vídeo, também comentam a situação argentina e venezuelana o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, e o empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan e apoiados de Bolsonaro.

>> Bolsonaro encontra Macri e diz querer que Mercosul "continue a fazer sentido"

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!