Assessor de Bolsonaro insinua “culpa socialista” em óleo nas praias do NE

O assessor especial da Presidência da República Arthur Weintraub comentou neste sábado (12) por meio do Twitter sobre o vazamento de óleo que atinge praias de todos os estados do Nordeste. Para ele pode haver "culpa externa socialista" nas manchas no litoral nordestino.

Arthur criticou a oposição e afirmou que se o governo federal tivesse culpa já teria sido cobrado por políticos que ele classificou como "esquerdalha".

O assessor especial é irmão do ministro da Educação, Abraham Weintraub. Dentro do governo, ambos são responsáveis pelos discursos mais inflamados contra políticos de esquerda que fazem oposição a Bolsonaro.

Nesta semana, o presidente Jair Bolsonaro afirmou ter "quase certeza" que o vazamento de óleo foi criminoso. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, também se manifestou e disse que navios venezuelanos foram a causa.

> Bancada do Nordeste procura Tereza Cristina para discutir impacto do óleo na pesca

Manchas de óleo têm aparecido no litoral nordestino desde o fim de agosto. O problema já atinge os nove estados da região e tem afetado o ecossistema marinho. É um desastre ambiental sem precedentes, segundo ambientalistas, mas que aconteceu há mais de um mês sem explicações.

Apesar de o Ibama, a Polícia Federal e as secretarias estaduais de Meio Ambiente terem se envolvido no assunto, ainda não se sabe de onde vem o óleo que já provocou a morte de tartarugas, aves e peixes e tem manchado as praias que antes serviam de sustento para quem vive da pesca e do turismo.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!