Solidariedade é o 10º partido a apoiar Maia para a presidência da Câmara

O Solidariedade, partido que elegeu 13 deputados para a próxima legislatura, anunciou na tarde desta quarta-feira (9) que vai apoiar a reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) para a presidência da Câmara.

É o décimo partido a apoiar Maia, formando um bloco que se aproxima do número necessário de votos para ganhar a eleição em primeiro turno. Juntos, os partidos que apoiarão Maia (PSL, PSD, PR, PRB, PSDB, DEM, Podemos, PPS, Pros e PSC) reúnem 255 deputados.

O apoio das legendas, entretanto, não garante que todas as bancadas votem de maneira unificada em Maia. O regimento interno da Câmara determina que a votação para a Mesa Diretora seja secreta, e decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) negou um pedido do deputado eleito Kim Kataguiri (DEM-SP) para que a votação fosse aberta. Para levar a disputa em primeiro turno, Maia precisa de 257 votos.

Toffoli nega pedido de deputado e mantém votação secreta para presidência da Câmara

Em nota, o presidente do partido e deputado, Paulinho da Força (SP), afirma que a sigla acredita que Maia já demonstrou sua capacidade de conciliar todas as vertentes e pode trazer uma tranquilidade para o momento em que passa a política brasileira (leia a íntegra mais abaixo).

Na disputa

Além de Maia, pelo menos outros seis deputados anunciaram candidatura. Dois deles - Kim Kataguiri e Capitão Augusto (PR-SP) fazem parte de partidos que anunciaram apoio a Maia. O PR de Capitão Augusto anunciou a adesão ao bloco do fluminense ontem (terça, 8), mas até a tarde de hoje, o paulista não retirou oficialmente seu nome da disputa.

Além deles, Fábio Ramalho (MDB-MG), Alceu Moreira (MDB-RS), Arthur Lira (PP-AL) e JHC (PSB-AL), também articulam suas candidaturas.

Como o Congresso em Foco mostrou ontem, partidos articulam um bloco para tentar evitar que Maia consiga se reeleger em primeiro turno. O objetivo é forçar uma segunda rodada de votações, na qual todos se uniriam para evitar um terceiro mandato consecutivo do deputado do DEM. Também pesa na articulação a busca por cargos na Mesa Diretora.

Partidos articulam bloco contra Maia para forçar segundo turno na disputa pela Câmara

Leia íntegra da nota do Solidariedade:

Solidariedade apoia reeleição de Rodrigo Maia à Presidência da Câmara

O Solidariedade apoia a candidatura de Rodrigo Maia (DEM-RJ) à Presidência da Câmara dos Deputados. O partido está trabalhando desde o início das candidaturas propostas para a recondução do deputado.

Acreditamos que o atual presidente da Câmara já demonstrou sua capacidade de conciliar todas as vertentes e pode trazer uma tranquilidade para o momento em que passa a política brasileira.

A firme condução de assuntos de extrema importância durante o governo Temer mostrou toda a qualidade de Maia, que se apresenta como a melhor escolha para conduzir os trabalhos, nesse período de renovação em que estarão em pauta no Congresso projetos importantes para o futuro do país.

Paulinho da Força, deputado federal (SP) e presidente nacional do Solidariedade

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!