Assessores do PT ganham Mega-Sena

Uma aposta coletiva de assessores técnicos legislativos do PT na Câmara dos Deputados ganhou nesta quarta-feira (18) o prêmio de R$ 120 milhões da Mega-Sena. O dinheiro será dividido entre 49 pessoas.

O chefe de gabinete da assessoria de imprensa do PT na Casa Legislativa, Paulo Paiva, não participou da aposta, mas disse estar "feliz pelos colegas".

Em tom de brincadeira, o deputado José Guimarães (PT-CE) disse "que não dá para culpar o PT pelo resultado porque o partido não está mais na Presidência e sim Bolsonaro".

Guimarães e Paulo Teixeira (PT-SP) brincaram durante sessão do Plenário que votou o fundo eleitoral que vão perder os funcionários na Casa e que o presidente Jair Bolsonaro vai demitir a diretoria da Caixa por conta do resultado favorável ao partido adversário.

O deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) parabenizou os funcionários do partido na Câmara em pronunciamento no Plenário:

"Eu quero aqui parabenizá-los e agradecer pelo PT ficar um mês sem liderança, sem obstruir o plenário. Vai ser uma maravilha agora a votação. E eu quero ver se o pessoal vai socializar esse dinheiro aí ou se vai ficar só na liderança do PT".

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), respondeu ao comentário do membro do Movimento Brasil Livre (MBL): "você tem que ser liberal em tudo, não pode querer o dinheiro dos outros, não, meu amigo".

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) repercutiu comentário de seu colega Aliel Machado (PSB-PR) de que o PT ia rever algumas posições sobre reforma tributária.

O líder do PT na Casa Legislativa, Paulo Pimenta (RS), negou a possibilidade e reiterou a posição da sigla de querer taxar grandes fortunas:

> Deputados disputam vaga de alternativa à Gleisi na presidência do PT

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!