PF cumpre mandados de busca e apreensão em escritório que defende Adélio Bispo

A Polícia Federal de Minas Gerais está cumprindo nesta sexta-feira (21), na grande Belo Horizonte, mandados de busca e apreensão no escritório de Zanone Manuel de Oliveira Júnior, advogado que defende Adélio Bispo de Oliveira no caso da facada em Bolsonaro.

O objetivo é descobrir quem está financiando a defesa de Adélio,  denunciado na Lei de Segurança Nacional após dar uma facada no presidente eleito Jair Bolsonaro, durante um ato de campanha. Até o momento, os advogados mantiveram a informação sob sigilo.

Um inquérito da Polícia Federal, que investiga se Adélio tem ligações com outras pessoas e grupos que podem ter encomendado ou ajudado no ataque, também está em andamento. A polícia investiga e-mails, dados telefônicos e conversas do acusado nos últimos cinco anos. O inquérito inicial, finalizado em 28 de setembro, concluiu que Adélio agiu sozinho.

Aguarde mais informações

> Autor de facada em Bolsonaro fará novo exame mental em janeiro

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!