Estamos mudando o site. Participe enviando seus comentários por aqui.

PGR denuncia Ciro Nogueira e Eduardo da Fonte por obstrução de Justiça

 

A Procuradoria Geral da República denunciou, nesta terça-feira (18), ao Supremo Tribunal Federal (STF), o senador Ciro Nogueira, o deputado Eduardo da Fonte e o ex-deputado Márcio Junqueira. Todos pertencem ao PP.  Eles são acusados de obstrução de Justiça. As informações são do G1.

Agora, o STF vai decidir se aceita a denúncia e transforma os pepistas em réus. A denúncia é sigilosa. Nogueira, da Fonte e Junqueira sempre negaram irregularidades.

Em abril, a Polícia Federal fez buscas nos gabinetes de Nogueira e da Fonte. Junqueira foi preso. Na época, a PGR apontava suspeita de que eles teriam tentado impedir que um ex-assessor colaborasse com as investigações da Lava Jato contra eles.

O deputado é investigado por associação criminosa ao lado de outros parlamentares do PP, inclusive, acusados de receber dinheiro desviado da Petrobras. O senador é alvo de seis inquéritos da Lava Jato. Entre as acusações, ter recebido pelo PP R$ 42 milhões da J&F para que o partido apoiasse a reeleição de Dilma em 2014.

Em dezembro, o Supremo rejeitou denúncia contra Eduardo da Fonte por corrupção e lavagem de dinheiro. Ele foi acusado de intermediar uma negociação entre o ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra, morto em 2014, e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa para blindar investigações da CPI da Petrobras no Senado. De acordo com a acusação, em troca, o PSDB recebeu R$ 10 milhões de empreiteiras.

>> PF faz buscas nos gabinetes de Ciro Nogueira e Eduardo da Fonte

Continuar lendo