De volta da Suíça, Temer se concentra na aprovação da Previdência

 

De volta de sua viagem a Davos, o presidente Michel Temer terá uma semana cheia e cancelou a viagem que faria a Portugal na próxima sexta-feira (2), por ocasião da 13ª Cimeira Brasil-Portugal. Segundo um assessor, o presidente decidiu não viajar para a cúpula bilateral para dedicar-se à reforma da Previdência. A aprovação da proposta de emenda constitucional exige o apoio de pelo menos 308 deputados em dois turnos de votação. A primeira delas está marcada para logo depois do Carnaval, no dia 19 de fevereiro.

<< Governo planeja aumentar idade para idoso pobre se aposentar

A reforma será assunto recorrente nos próximos dias. Na noite deste sábado (27), será exibida uma entrevista do presidente ao Programa Amaury Jr, da Band. Este também será o foco da conversa entre o presidente e o apresentador e empresário Silvio Santos, que será exibida na noite deste domingo (28). O presidente gravou na semana passada, sua participação no programa do empresário.

Na segunda-feira (29), o presidente participará de um programa na Rádio Bandeirantes, às 8h30. Os esforços do presidente são em prol da popularização da reforma. Dos 308 votos necessários para aprovação da reforma na Câmara, o governo estima que tem 275, nas contas do relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Maia (PPS-BA).

Para viabilizar a reforma, Temer pretende abrir os cofres e empenhar pelo menos R$ 30 bilhões das emendas parlamentares para barganhar a aprovação do texto e consolidar a estratégia de montar uma ampla frente eleitoral com todos os partidos da base aliada.

<< Governo tem no máximo 220 votos para reforma da Previdência, estima aliado de Temer

Apesar das perspectivas governistas, alguns integrantes da base aliada, como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o primeiro vice-presidente da Casa, Fábio Ramalho (MDB-MG), praticamente já jogaram a toalha quanto à aprovação da reforma da Previdência. Na última semana, Fábio Ramalho disse ao Congresso em Foco que o governo tinha, no máximo, 220 votos.

Com informações da Agência Brasil

<< Governistas trabalham no recesso por apoio de indecisos à reforma da Previdência

<< Temer é xingado durante caminhada, sorri e ignora protesto. Veja o vídeo

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!