Candidato a governador de SP é vítima de ataque a tiros

O candidato a governador de São Paulo pela Democracia Cristã (DC), Major Adriano da Costa e Silva, foi alvo de um ataque a tiros por volta das 22 horas dessa quarta-feira (3) em Mauá, no ABC Paulista.

Um capitão que conduzia o veículo foi baleado no peito, mas usava colete à prova de balas. A assessoria afirmou que o candidato “se encontra fora de perigo” e com “leves escoriações” e que o condutor passa bem. Ambos são do Exército.

Major do Exército, Costa e Silva faz campanha focada em tolerância zero na segurança. Foto: Reprodução/TV Globo

Segundo relato feito pela Polícia Militar, o carro que transportava o major foi emparelhado por duas motocicletas que carregavam dois suspeitos cada, que efetuaram os disparos contra o interior do veículo. O motorista perdeu o controle do automóvel, que capotou em uma ribanceira.

De acordo com a Folha de S.Paulo, o carro teve o para-brisa do lado esquerdo trincado, o capô foi arrancado com o impacto da queda e os airbags do veículo também foram acionados.

“O Major Costa e Silva e o capitão Munhoz se encontram fora de perigo, sob proteção da polícia em um hospital, com leves escoriações. O major precisou efetuar disparos para a garantia de suas vidas, mas não atingiu os criminosos [que fugiram]”, afirma a assessoria do candidato. Os dois foram levados para o hospital Santa Helena, em Santo André.

Segundo pesquisa Ibope divulgada nessa quarta, Major Costa e Silva tem 3% das intenções de voto na disputa ao governo de São Paulo.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!