Sem Marta, Meirelles oficializa Rigotto como vice

O ex-governador do Rio Grande do Sul Germano Rigotto (MDB) será o vice na chapa de Henrique Meirelles (MDB) à Presidência da República. O nome do gaúcho foi confirmado neste domingo (5) na convenção estadual do partido em Porto Alegre que também reafirmou a candidatura do governador José Ivo Sartori à reeleição. A última vez que a legenda teve candidatura própria foi em 1994, com Orestes Quércia.

"Vamos mostrar que é possível sim sair de 2%, 3% [das intenções de votos] nas pesquisas e ganhar uma eleição nacional", disse Rigotto. Advogado e cirurgião-dentista, o ex-governador está sem mandato desde 2007, quando deixou o comando do estado. Depois de perder a reeleição, ele tentou sem sucesso a candidatura ao Senado em 2010.

Ele integra o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), o Conselhão, órgão de assessoramento ao presidente da República.

Na última semana Meirelles convidou a senadora Marta Suplicy (SP) para ser sua vice. Mas ela recusou o convite e anunciou sua saída do MDB. Também informou que não vai disputar a reeleição deste ano.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!