Debate na Band gera 1,6 milhão de menções. Daciolo e Bolsonaro se destacam

O primeiro debate presidencial de 2018 na TV aberta, realizando ontem (10) pela TV Bandeirantes, mobilizou 1,6 milhão de menções no Twitter. Mas não foram propriamente propostas para a política nacional e de combate à crise econômica que ganharam a atenção do grande público. Na verdade, publicações com teor humorístico ganharam mais destaque do que as discussões sobre programas e projetos dos candidatos, segundo estudo da Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getúlio Vargas (FGV). 

De acordo com o levantamento, Jair Bolsonaro (PSL) foi o candidato com maior volume de menções na rede social, 556 mil, seguido de Cabo Daciolo (Patriota). A natureza das menções deixou clara a preferência do público pelas mensagens de teor humorístico.

O ex-bombeiro e deputado federal pelo Rio de Janeiro, Cabo Daciolo roubou a cena durante o debate, fazendo menções a Deus e por ter citado o “Plano Ursal”, suposta “União das Repúblicas Socialistas da América Latina”. O candidato do Patriota, que não tem sido considerado nas pesquisas eleitorais, foi o nome que mais subiu nas buscas do Google durante o debate, de acordo com o Google trends.

A menção à agremiação multilateral fictícia movimentou as redes, principalmente o Twitter, com memes, gifs e diversos outros tipos de postagem divertida. Abaixo, um exemplo da repercussão (veja outros aqui).

 

 

Participaram do encontro, que durou três horas, oito candidatos ao Palácio do Planalto: Alvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Henrique Meirelles (MDB), Jair Bolsonaro (PSL), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL) e Marina Silva (Rede).

Na sequencia, os candidatos mais citados foram Guilherme Boulos, Ciro Gomes, Geraldo Alckmin, Marina Silva e Lula, que está preso em Curitiba desde abril e não pode participar do encontro por determinação da Justiça. Henrique Meirelles e Alvaro Dias apareceram no final da lista.

 

 

Ainda segundo a pesquisa da FGV, “as publicações destacaram a expectativa dos eleitores por um debate acalorado, demonstrando, neste primeiro momento, maior interesse pelas personalidades dos presidenciáveis, em detrimento das propostas apresentas”.

As hashtags mais usadas na noite de ontem foram #debateband, #bolsonaronaband e #estoucombolsonaro.  Dentre os temas mais citados, estão corrupção, com 102 mil menções, economia, 90 mil e segurança, 66 mil.

 

Debate dos presidenciáveis na Band: Lula esquecido e Moro ministro

Menção a “Ursal” por Daciolo em debate gera explosão de memes nas redes

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!