MDB decide manter neutralidade no segundo turno

O presidente do MDB, o senador Romero Jucá (RR), anunciou em sua conta no Twitter que o partido ficará neutro no segundo turno da corrida presidencial. O MDB vai liberar os estados e será um partido independente no próximo governo, segundo o senador. A disputa do segundo turno acontece no dia 28 de outubro entre Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL).

“O MDB irá tomar uma posição de neutralidade em relação ao segundo turno nas eleições presidenciais. Vamos tomar uma decisão de liberar os estados. O MDB será um partido independente no próximo governo. Vamos apoiar o que for bom para o Brasil e não apoiar o que não for bom”, escreveu o presidente do MDB.

Jucá disputou a reeleição para o Senado por Roraima, mas ficou em terceiro lugar, com 84. 940 votos (17,34%0). Ele recebeu apenas 426 votos a menos que o segundo colocado, Mecias de Jesus (PRB) e, por isso, vai perder a cadeira no final do ano.

No primeiro turno, o MDB lançou uma candidatura própria: o ex-ministro da Fazenda de Temer, Henrique Meirelles. Ele ficou em sétimo lugar, com 1,2 milhões de votos (1,20%).

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!