Haddad vence na maioria dos municípios, mas Bolsonaro ganha em quatro regiões

Eleito na noite de ontem (domingo, 28) como próximo presidente da República pela maioria dos votos válidos, Jair Bolsonaro (PSL) venceu em 2760 municípios brasileiros enquanto seu adversário, Fernando Haddad (PT), derrotado em número de votos, venceu em 2810 das cidades.

Apesar de ter conseguido a vitória em mais municípios, a população dessas cidades é bem menor. A vantagem de Bolsonaro foi de cerca de 10 milhões de votos. O presidente eleito ganhou em quatro das cinco regiões do país - o nordeste foi a única região em que Haddad venceu.

Um em cada cinco brasileiros não votou; brancos e nulos aumentam

Dos nove estados que compõem a região, o Piauí foi onde Haddad se saiu melhor, com 1,4 milhões de votos, equivalente a 77,05% dos votos válidos. A cidade onde Haddad teve melhor desempenho foi a piauiense Guaribas, onde ele conseguiu 97,99% dos votos válidos.

Bolsonaro, que ganhou no Norte, Sudeste, Centro-Oeste e Sul, teve melhor desempenho proporcional na cidade gaúcha de Nova Pádua, onde ele teve 92,96% dos votos válidos.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, Haddad venceu em 98% dos municípios mais pobres do país. Bolsonaro obteve a maior votação em municípios que registram Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) maiores.

Segundo turno

O petista “herdou” todos os municípios onde Ciro Gomes (PDT), terceiro colocado na disputa no primeiro turno, tinha ganhado a maioria dos votos. Foram 103 cidades que votaram em Ciro no primeiro turno e em Haddad no segundo. No Ceará, estado de Ciro, o petista teve 71% dos votos válidos.

Dos municípios que mudaram de lado do primeiro para o segundo turno, Bolsonaro conseguiu converter 25 cidades onde Haddad tinha vencido no primeiro turno. Haddad conseguiu “virar” 120 municípios onde o presidente eleito tinha conseguido a maioria no primeiro turno.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!