Previdência: veja o que ainda será votado

A Câmara discute a aprovação ou rejeição, nesta quinta-feira (11), dos destaques e das emendas, supressivas e aglutinativas, apresentados ao texto-base da reforma da Previdência. Nessa quarta-feira (10), os deputados aprovaram, por 379 votos contra 131, o texto principal da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 06/2019, que altera as regras de aposentadoria no país.

> Veja quais destaques estão sendo votados

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), decidiu concluir nesta quinta-feira (11) o primeiro turno da reforma da Previdência. Apesar de prever derrota no destaque que propõe regras mais brandas de aposentadoria para as mulheres, Maia afirma que a saída é finalizar a votação da PEC nesta semana, sob pena de a matéria ser adiada para depois do retorno do recesso parlamentar, em 2 de agosto.

O Congresso em Foco mapeou a votação de cada parlamentar no caso do texto-base e no caso da emenda que previa regras mais brandas para a aposentadoria dos professores. A Câmara abriu às 17h a sessão destinada a votar dos chamados destaques à reforma da Previdência, que são propostas de alterações de pontos específicos da proposta. Há grande pressão para atenuar as regras em relação às pensões, mulheres, professores e policiais.

Antes da votação, líderes do governo e do centrão tentaram acordo para conclusão da votação nesta semana. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), promete concluir a discussão da matéria nesta sexta-feira (12), mas as arestas ainda não foram totalmente aparadas. Os aliados cobram a liberação imediata de emendas parlamentares. Não está descartado o adiamento da votação para a próxima semana.

>> Câmara deve melhorar regras de aposentadoria para mulheres

>> Câmara retoma votação da reforma da Previdência

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!