MPF pede condenação de “homem da mala” de Temer

O Ministério Público Federal (MPF) em Brasília pediu à Justiça Federal a condenação de Rodrigo Rocha Loures, ex-assessor de Michel Temer (MDB). Ele ficou conhecido como “homem da mala” ao ser flagrado pela Polícia Federal (PF), em vídeo, correndo com uma mala contendo R$ 500 mil.

Segundo o portal G1, o MP pede a condenação de Loures, apontando que o ex-assessor e ex-deputado “agiu com vontade livre e consciente” ao receber vantagem indevida para Temer.

Rocha Loures vira réu por carregar mala de dinheiro atribuída a Temer

Rocha Loures é réu por corrupção passiva desde dezembro de 2017. Ele foi flagrado, em maio daquele ano, carregando uma mala com R$ 500 mil em espécie. A ação foi coordenada na investigação a partir da delação premiada dos executivos da J&F, controladora da JBS. Loures chegou a ser preso em 2017.

Temer era investigado no mesmo caso, mas a ação foi desmembrada. Como presidente da República, Temer tinha foro privilegiado e a continuidade do processo dependia da aprovação da Câmara dos Deputados, que barrou as duas denúncias contra Temer.

O processo ficaria arquivado até o fim do mandato de Temer e deve ser enviado à primeira instância após o recesso do Judiciário.

Leia a íntegra da reportagem  do G1

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!