Para Anadef, Prêmio Congresso em Foco revela o lado bom da política

Para os defensores públicos federais, o Prêmio Congresso em Foco, que reconhece o trabalho de deputados e senadores que se destacaram positivamente no Congresso Nacional, é uma oportunidade para que as pessoas enxerguem o lado bom da política. “A gente não vive sem política e eu acho que é fundamental fomentar esse tipo de iniciativa”, disse o presidente da Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais (Anadef), Igor Roque.

A entidade, que foi fundada em 1981, defende o fortalecimento da Defensoria Pública da União e se dedica a dar assistência jurídica integral, gratuita e pública às pessoas que não têm condições de pagar um advogado.

“Enxergo o Prêmio Congresso em Foco com muitos bons olhos principalmente por ter uma categoria que representa diretamente a opinião popular”, declarou Roque. Uma das categorias especiais deste ano é a Defesa da Advocacia Pública. O presidente também destaca que o prêmio serve como diretriz para guiar e aperfeiçoar o trabalho dos parlamentares.

Em sua décima primeira edição, o Prêmio Congresso em Foco será realizado na próxima segunda-feira (13), a partir das 20h, no Porto Vittoria Espaço de Eventos. Além de votação do público, os parlamentares vão ser reconhecidos por um júri especializado e pela votação dos jornalistas que fazem a cobertura das atividades do Congresso Nacional. Os votos da consulta popular foram coletados nas internet entre 1º e 31 de julho.

Lado bom da política

Segundo o presidente da Anadef, as pessoas vêm deturpando o sentido da política, principalmente pelos escândalos de corrupção revelados nos últimos anos. “O político nunca foi enxergado com bons olhos pela sociedade, o que é um equívoco porque política a gente faz diariamente”, disse Igor Roque. Ele destaca que o prêmio é uma oportunidade para as pessoas refletirem sobre a importância da política no cotidiano. “É um feedback social muito grande e aproxima a população de seus representantes”, declarou.

A Anadef atua há 29 anos no interesse dos agentes públicos responsáveis por dar assistência jurídica integral e gratuita à população mais pobre. Segundo o presidente da associação, todo projeto de lei que tramita no Congresso Nacional e tem como consequência atingir a população com menos recursos é de interesse da entidade.

Como exemplo, ele cita o projeto de lei que possibilidade o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pela população que esteja em situação de rua.  “A população em situação de rua é uma categoria atendida pela defensoria e a gente tem movido esforços para que esse projeto seja aprovado”, explicou o presidente.

 

Patrocínio

Cervejaria_AMBEV

 

Apoio

Parceria Institucional

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!